Aprenda a Gerenciar o Stress

Tá! Sabemos que não é fácil assim. Falar sobre gerenciar o stress quando estamos cercados de fatores estressantes não é tarefa simples, porém, ninguém deseja viver irritado, doente, cansado ou de mal com o mundo. Não é fácil mesmo, mas é possível e vale MUITO a pena. Confira:

gerenciar-satress-mulher

Podemos falar do stress em seus diversos aspectos (no trabalho, nos relacionamentos, na sociedade e por aí vai…), mas a base para ele é única: algo não está bem com você. Entender isso é o primeiro passo para lidar com ele. O mundo é de todos, portanto, o que acontece nele é também responsabilidade de todos, até nas pequenas atitudes. O trânsito, o trabalho, a hora do almoço, a fila do banco, o preço dos impostos, a insegurança social, você não pode controlar tudo o que acontece ao seu redor, mas pode controlar como reage a tudo isso*.

Existem muitos estudos sobre atitudes e emoções que nos ajudam a conviver melhor com as dificuldades diárias e a gerenciar o stress. O termo GERENCIAR já traz a ideia de administrar, ou seja, de controle. Quando administramos algo, o ideal é usar um conjunto de estratégias que organizam, evitam acontecimentos inesperados, nos preparam para o que possa nos afetar em algum momento e tudo isso é essencial para aprendermos a observar qualidades e limites, nossos e das outras pessoas, com as quais precisamos lidar diretamente. Assim como no mundo dos negócios, o gerenciamento é útil para nossas emoções e para nossas relações.

gerenciar-stress-SWOT

Nos campos da administração e também do marketing é comum ouvir falar sobre a análise SWOT, uma ferramenta simples usada para a produção de briefings e planejamentos estratégicos de uma empresa ou negócio. A análise SWOT tem como objetivo avaliar as Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). Nós, como gerentes de nossas habilidades e comportamentos, podemos aplicar este modelo de análise ao nosso cotidiano para melhorar nosso desempenho e também para gerenciar o stress! Mas como?

gerenciar-stress-forca

Faça uso das Forças:
As forças são as vantagens que temos em relação ao que nos rodeia, aspectos internos que nos impulsionam para frente, qualidades que nos diferenciam. Identifique quais são as suas forças e aplique-as também em situações corriqueiras que podem lhe causar stress, por exemplo: Se você sabe dirigir bem e se estressa com a falta de respeito no trânsito, o melhor que você pode fazer é demonstrar respeito e ser um bom motorista. Se você costuma ser gentil com as pessoas, mas alguém o tratou mal em determinado local, aplique ainda mais a sua gentileza. Se é um bom profissional mas precisa lidar com pessoas que não trabalham com o mesmo empenho, faça o seu trabalho da melhor forma que puder, seja o exemplo. Liste suas forças e as utilize para melhorar o seu ambiente. Mesmo que nem todos pensarem dessa forma, quando você assume esta postura, naturalmente influenciará os demais.

gerenciar-stress-fraqueza

Fraquezas:
Conheça suas fraquezas, este também é um passo importante. As fraquezas são nossas desvantagens internas e nós somos responsáveis por elas. Por exemplo, se você costuma perder a calma em locais cheios, evite-os mas, se não for possível evitá-los, procure alternativas que te proporcionem alívio, como um livro ou fone de ouvido. Caso perceba que o seu temperamento traz problemas constantes a você e às pessoas do seu convívio, considere procurar ajuda, aprimorar-se. Só podemos seguir em frente quando admitimos nossas fraquezas e encontramos boas estratégias para lidar com elas.  

gerenciar-stress-oportunidades

Oportunidades:
As oportunidades são aspectos externos positivos, que te ajudam a potencializar suas vantagens, suas forças. Aproveite alguns momentos para modificar sua rotina com opções que tornem a vida mais leve, agradável e menos propensa a crises e preocupações, por exemplo:
Escolha uma alimentação mais saudável, pratique exercícios físicos, tenha bons hobbies, estude mais, participe de atividades voluntárias, faça novas viagens, reserve um tempo com a família, aproveite!

gerenciar-stress-ameaca

Ameaças:
Pode parecer utópico, mas para gerenciar o stress procure primeiro evitar as causas. Se não puder afastar-se de situações problemáticas, respire fundo e aja com parcimônia.
Proteja-se das ameaças, aspectos externos que podem pôr em risco suas forças e oportunidades, como: O mercado de trabalho instável, a concorrência, o trânsito, as alterações climáticas, um pneu furado, ou um simples dia cansativo que possam afetar todo o seu empenho em manter um coração saudável, uma vida equilibrada e com qualidade. A melhor maneira de proteger-se das ameaças é prevenir-se, entender que fatores como estes existem e definir quais medidas tomar antes que aconteçam, por exemplo: Para evitar os problemas com um mercado de trabalho instável, procure manter-se atualizado, estude mais, faça novos cursos. Se o trânsito incomoda, saia mais tarde ou, se puder, mais cedo, procure novas alternativas.
Mesmo assim, fique atento para não passar dos limites, gerenciar o stress é como gerenciar uma empresa – concentre-se no que realmente é importante, não planeje demais ao ponto de não conseguir executar bem o essencial e acabar com mais preocupações.

Por fim, acompanhe os seus resultados! Do que adianta planejar e executar se não for possível avaliar a eficácia das suas ações? Observe-se ao longo do tempo e veja em quais aspectos você evoluiu.
O segredo está no autogerenciamento, na inteligência emocional. Quando percebemos que o controle das nossas emoções está unicamente sob nosso domínio, fica mais fácil dirigi-lo!

* O objetivo deste texto é refletir sobre fatores estressantes e em como lidar com eles no dia a dia. Ele não contempla o stress causado por doenças, como síndromes do pânico, depressão, ansiedade. Estas são patologias e devem ser acompanhadas por especialistas.

Veja também

3 Comentários

Deixe sua opinião :)

%d blogueiros gostam disto: