Transforme seu Consultório em um Grande Negócio!

melhore-seu-negocio

melhore seu negocio

Ter a própria clínica ou consultório não é tarefa simples. Gerir o estabelecimento exige muito do profissional, não apenas em sua área de atuação, como também na administração do negócio.


Por mais que muitos profissionais da saúde, por questões de ética, ainda não enxerguem desta maneira, um consultório ou clínica é uma empresa e precisa ser administrada como tal.

Vamos pensar de forma simples. Você, que é dono de seu próprio negócio, precisa arcar sozinho com todos os custos da empresa, além de suas despesas pessoais, então obviamente precisa obter lucro em sua receita.

Muitas vezes pensar em lucro pode até incomodar alguns doutores, mas não existe problema algum em almejar o crescimento do seu negócio, seja ele um consultório/clínica ou estabelecimentos de outros setores. O importante a ponderar sobre o lucro é obtê-lo de forma planejada, segura, lícita, e justa.

 Para uma boa gestão do seu consultório ou clínica é necessário seguir algumas premissas básicas. Comece comprando um livro caixa e nele anote todas as suas despesas mensais, não apenas as mais relevantes, você deve registrar até os centavos gastos, que fazem diferença no final.

 Calcule os custos da sua hora clínica, assim será possível estabelecer o valor adequado para cada procedimento.

Você seria capaz de dizer rapidamente quanto custa sua hora clínica? Sabe como calcular o valor da sua mão de obra? Sabe se está tendo lucro ou prejuízo?

 É preferível, por exemplo, que a conta bancária pessoal e a conta bancária do consultório não sejam a mesma. Outra prática essencial inclusive é estabelecer um valor real para o seu ”salário”, definir um dia fixo para o seu recebimento e lançar também esta despesa no livro caixa.
 

Liste todas as suas despesas anuais (taxas de alvará, iss, CRM, CRMV, CRO, etc), divida por 12 (os meses do ano) e lance no seu livro caixa como despesas mensais.


Some todas as despesas mensais que você anotou no seu livro caixa e chegue a um montante. Este será o seu custo operacional, o valor que você gasta para manter seu consultório aberto.

Conte quantos dias você trabalha no mês e multiplique pelo número de horas trabalhadas por dia. Se aos sábados você só trabalha meio período, conte cada dois sábados como um dia inteiro. Você agora sabe quantas horas trabalhou no mês e também sabe quanto o seu consultório te custou nesse período.

Pegue o seu custo operacional, divida pelo número de horas trabalhadas por mês e finalmente você chegará ao custo da sua hora clínica. Como forma de exemplificar, se imaginarmos que o custo operacional do seu consultório é de R$ 8.000,00 e que você trabalha 160 horas por mês a sua hora clínica custa R$ 50,00.

É muito importante monitorar e analisar toda a movimentação do consultório, como a entrada e saída de valores, materiais, frequência de pacientes, profissionais, investimentos  e informações sobre como os pacientes conheceram o seu consultório. Esses dados são fundamentais para definir futuras estratégias e tomar decisões importantes!

Veja também

Sem comentários

    Deixe sua opinião :)

    %d blogueiros gostam disto: