O que sua operadora de cartões não quer que você saiba!

operadora-quer-esconder

operadora-quer-esconder

Antes de escolher a operadora de cartões para o seu consultório o profissional da saúde precisa avaliar algumas questões!
 

O uso de cartões de crédito e débito para pagamentos é cada vez mais comum entre a população brasileira por isso, ter uma máquina no seu consultório é essencial para o aumento do seu faturamento ou mesmo para atrair novos pacientes.
 

Entretanto, antes de adotar o sistema de pagamento por meios eletrônicos, é preciso ter certeza de que a clínica se beneficiará com esta decisão. As taxas do aluguel as máquinas, a retenção sobre o valor de uma venda e a demora no recebimento do pagamento realizado por cartões de créditos, por exemplo, precisam ser coerentes com a realidade do consultório.

Confira três dicas!
 

1- Conheça a real necessidade do seu consultório:
 

É comum o aumento do número de pacientes com a aceitação de cartões de crédito e débito no consultório, isso porque o serviço oferece mais praticidade, segurança e benefícios, como as opções de parcelamento. Os clientes são os melhores indicadores para que se possa avaliar a movimentação do consultório e optar pela melhor operadora, plano e equipamento.


2- Pesquise as taxas:
 

Todas as operadoras trabalham com as seguintes taxas:

– Mensalidade (Para casos de aluguel dos equipamentos como: máquina e impressora)

– Taxa por transação no Débito;

– Taxa por transação no Crédito em 1 vez;

– Taxa por transação no Crédito de 2 a 6 vezes;

– Taxa por transação no Crédito de 7 a 12 vezes;

-Taxa de antecipação (caso o consultório queira antecipar recebimentos que seriam creditados posteriormente).


Fique Atento! Além das taxas acima, comuns nas transações com cartões, algumas operadoras praticam taxas adicionais e não informam com clareza esses valores no momento da contratação dos serviços e você acaba pagando mais do que o previsto pela falta de transparência que ocorre com grandes empresas do setor.


3- Considere o que a operadora oferece:
 

Muitas vezes, as operadoras não oferecem tudo o que você precisa para o consultório, então avalie o que é importante:
 

– É importante que a maquininha aceite os principais cartões, incluindo bandeiras exclusivas como: Elo, Hiper, HiperCard. Assim você evita precisar contratar mais de uma operadora de cartões, mais de uma máquina.

– O atendimento que a empresa contratada oferece aos clientes é essencial! Grandes operadoras mostram-se bastante solícitas no momento da aquisição do serviço, mas caso o cliente precise esclarecer dúvidas ou mesmo resolver problema que porventura ocorram, o atendimento não é mais o mesmo. Deixam o cliente muito tempo aguardando uma solução, até mesmo não tratando o cliente com a devida gentileza. Pesquise sobre a empresa, faça uma busca na internet, veja o número de reclamações em sites como o “Reclame Aqui” e compare.

– A maquininha não precisa ocupar a sua linha telefônica, ela pode ser conectada por um cabo USB em um computador conectado à internet.

– Prefira operadoras que procuram entender a realidade da sua clínica, a movimentação mensal para escolha do plano ideal, se existe a necessidade de mobilidade do equipamento, se o sistema de pagamento oferece controle integral dos seus recebimentos, pelo nome do paciente.
 

Quer saber mais sobre meios de pagamento descobra:  “O que sao adquirentes e subadquirentes”


Pesquise e entenda, antes de contratar!

Veja também

1 Comentário

Deixe sua opinião :)

%d blogueiros gostam disto: